yFechar menu
Não encontrou?

Pesquisar...

Como superar o medo de liderar?

Você está em meio a uma situação ou desafio que lhe causa medo. O que você faz? No reino animal, o medo produz uma reação de “ficar ou correr”, o que também se aplica às pessoas. Entretanto, líderes venerados percebem quando o medo está chegando e sabem como lidar com ele, certo? Vamos explorar essa ideia.

Raízes e causas do medo

Além do óbvio, o medo geralmente está na raiz de emoções como raiva, vergonha, culpa e orgulho (orgulho falso ou arrogância). Ele mina nossa autoconfiança e bombardeia nossos relacionamentos pessoais e profissionais, fragilizando nossos sucessos e objetivos.

Dúvidas e medos também podem levar à procrastinação e à resistência em enfrentar riscos razoáveis e necessários, além de poderem inibir a iniciativa em superar obstáculos e alcançar o sucesso.

Medo nos acampamentos de prisioneiros de guerra

Como você pode imaginar, o medo estava sempre rondando os campos de prisioneiros de guerra no Vietnã. Durante meus primeiros três anos, quando a tortura era uma prática comum, bastava ouvir as chaves do carcereiro balançando em horários diferentes para que uma avalanche de medo fosse gerada.

Mesmo nos melhores momentos, o isolamento, a solidão e a saúde comprometida pela falta de cuidados poderiam causar dúvidas que eventualmente se transformariam em medo completo. Com o tempo, juntos aprendemos algumas táticas de aplicação universal para combater as dúvidas e os medos.

Essas táticas podem ser exatamente o que é necessário para ajudar a superar ações e pensamentos ligados ao medo, de modo a alcançar o progresso.

1- O medo é normal — Aprenda a administrá-lo proativamente

O medo pode nos ajudar a lidar com ameaças externas legítimas, bem como pode desencadear adrenalina e outras substâncias corporais que nos ajudam. Quando nos preparamos com antecedência, podemos treinar e nos capacitar para tomar decisões lógicas e que administram nossos medos (em vez de deixar que nossos medos nos controlem).

2- Quando o medo chegar mantenha-se fiel a seus valores e princípios

Mesmo quando estamos sobrecarregados, ainda temos escolhas sobre como reagir. Quando um líder esclarece o que é realmente importante, ele pode tomar decisões corajosas para atingir objetivos, mesmo quando confrontado pelas dúvidas e pelo medo. A lição que eu aprendi (e que posso observar em todas as pessoas bem-sucedidas) é que devemos estar dispostos a sofrer para podermos ser quem devemos ser e para alcançarmos nossos objetivos mais importantes.

3- Esteja disposto a sofrer pelas causas certas

Grandes conquistas são geralmente o ápice de um caminho em que recompensas foram adiadas, duras decisões foram tomadas e ações difíceis foram realizadas – e, claro, com a presença de sofrimento. Dessa forma, quando você olhar para os seus objetivos, considere sua paixão por eles. Seu comprometimento e sua paixão pelos seus objetivos são fortes o suficiente para que você esteja disposto a sofrer para alcançá-los? Se forem, você será capaz de se apoiar em suas dúvidas e medos para fazer o que for necessário. Entretanto, para finalmente obter resultados e atingir seus objetivos, nós também precisamos equilibrar e valorizar a importância dos relacionamentos sólidos. Esse ponto nos leva à última tática.

4- Não lute sozinho contra o medo

Precisamos nos conectar a pessoas que possam nos apoiar com sabedoria e incentivo. O apoio mútuo é decisivo para todo guerreiro e toda pessoa que trava as batalhas da vida. Esteja próximo a pessoas que se ajudam mutuamente, para auxiliá-lo a se apoiar corajosamente na dor de suas dúvidas e medos. Como líder, você também tem o poder de criar essa cultura de ajuda mútua.

Medos e dúvidas são parte da vida e, especialmente, uma grande parte da  liderança.  Felizmente, temos maneiras de administrá-los. Use a dor de seu medo e faça a coisa certa. Acredite em si. Eu acredito em você.

*Por Lee Ellis, presidente da Leadership Freedom – atua com executivos das empresas Fortune 500 nas áreas de contratação, formação de equipe, desempenho e planos de sucessão.

*Artigo originalmente publicado na edição de fevereiro de 2018 da revista DNews.

Conteúdos

Relacionados

“O legado de Beethoven” é tema de concerto patrocinado pela Dasein

“O legado de Beethoven” é tema de concerto patrocinado pela Dasein

No dia 17 de dezembro, às 20:30h, na Sala...
Como se posicionar em um ambiente incerto

Como se posicionar em um ambiente incerto

A Association of Executive Search Consultants (AESC), principal associação...
Receba novidades

Newsletter

Para acompanhar nossas novidades, insights e outros formatos de conteúdo, cadastre-se e siga conosco. Será um prazer ter a sua companhia nessa jornada.