yFechar menu
Não encontrou?

Pesquisar...

O que a arte ensina para a nossa vida profissional?

Repito aqui a questão levantada logo acima: o que a arte ensina para a nossa vida profissional? Teria ela o poder de ampliar a percepção sobre o outro, sobre o mundo? Poderíamos nos inspirar em suas técnicas, no fazer artístico, para entregarmos resultados surpreendentes? Acredito que sim e, inclusive, já usei esse espaço para falar do assunto. Mas agora volto a ele não para lançar um novo olhar sobre o potencial transformador da arte, e sim para compartilhar as reflexões que me foram despertadas ao participar do projeto visual e de conteúdo de nosso novo site, lançado no mês de agosto em comemoração aos 22 anos da Dasein. E o que a arte tem a ver com isso? Explico mais adiante.

Embora eu tenha um forte interesse pelo conteúdo que circula na internet (e entenda a sua fundamental importância), não sou conhecedora da área e talvez por isso quis entender melhor como as empresas se apresentam no mundo digital. Foram horas e horas de pesquisas. Me deparei com iniciativas muito interessantes, tanto do ponto de vista estético e informativo, mas a maioria não gerou muita surpresa, talvez pelos portais seguirem a mesma tendência ou modelo. E por que não ousar?

Concluí que essa seria uma boa oportunidade para nos descolar do modelo digital tradicional e explorar toda a criatividade e sensibilidade intrínseca no trabalho da Dasein. É aí que a arte entra. Afinal, sabemos que para atingirmos níveis maiores de performance e satisfação, precisaremos contar com doses cada vez maiores de inspiração. E somos especialistas em estimular que a inspiração dos nossos clientes floresça e os habilite a tomar decisões onde eles também consigam estar inteiros, integrados, seguros e verdadeiros.

Acredito que estamos à frente do nosso tempo e sabemos que o “trabalho feito como arte” é algo que dá prazer e sentimento de realização. Não falo de uma relação explicita. É um jeito de pensar e agir que eleva aspectos como a razão, a sensibilidade, a sagacidade,  a otimização, o resultado. Não há nada mais destrutivo do que estar limitado a si mesmo. Sabemos que quanto mais contato a pessoa mantém com gêneros artísticos, mais insights e novas respostas ela será capaz de produzir. Tentamos reforçar esse conceito em nosso site por meio da relação dos principais valores da Dasein com obras e gêneros emblemáticos da arte. Em nosso portal vocês vão notar, sobretudo, as seguintes conexões:

O balé demonstra a perfeita relação entre força e leveza, trabalho duro e dedicação que emocionam

 

Excelência

Resultados superiores são alcançados quando há uma busca permanente por melhoria e evolução. Essa é a missão que define nosso relacionamento com os clientes.

 

 

 

 

 

Hamlet, de Shakespeare, é compreendido por muitos psicólogos e intelectuais como uma obra emblemática do autoconhecimento, da busca por integridade.

Integridade

Ética e lealdade estão no alicerce de nosso trabalho, inseridos na nossa cultura e identidade corporativa. Base sólida para relações feitas para durar.

 

 

 

 

 

 

 

A música erudita requer atenção redobrada, sensibilidade e paciência para perceber toda a riqueza do conjunto de instrumentos.

Sensibilidade

A empatia, o respeito e a percepção nos conduzem a sentir as necessidades humanas e empresariais para entregar soluções que atendem a todos envolvidos.

 

 

 

 

 

 

 

Marcel Duchamp revolucionou a forma de interagir com a arte e criou uma nova janela de interpretação e percepções entre público e obra

Autenticidade

É preciso coragem e sabedoria para desviar do trivial. É nesse ambiente que criamos soluções arrojadas para empresas que precisam estar à frente do seu tempo.

 

 

 

 

 

 

 

O afresco Escola de Atenas, de Rafael, faz uma interessante ponte com o conhecimento ocidental. Personalidades fundamentais para a ciência como Platão e Aristóteles, por exemplo, são retratados na obra.

Conhecimento

Questionar modelos, pesquisar com afinco, se reinventar diariamente. Acreditamos que inovação e transformação, emergem da busca constante por aprendizado.

Entendemos que o nosso jeito de trabalhar não deixa de ser um tipo de arte em si mesmo.  Empregamos ali o nosso talento, a nossa paixão, o nosso encanto, os nossos dons e só conseguimos ver essas formas de atuação nas variadas modalidades de arte. Fazer com paixão é uma construção artística e sabemos que dessa forma, conseguimos de fato tocar as questões mais essenciais dos nossos clientes. É uma forma de fazê-los enxergar de um outro jeito, um olhar amplo, que os permita, junto com a racionalidade, usar de outros atributos que eles já têm ou carregam nas mãos, ainda que não tenham a consciência do tanto que podem contribuir e serem mais realizados naquilo que fazem ou escolheram fazer.

Sabemos que a arte demonstra uma forma de presença, inteireza, de completude aparentemente ilógica. Não é necessário escrever poemas, compor músicas ou pintar quadros para usufruir dos benefícios da arte em nossa vida. Às vezes vejo homens de negócios dizendo, “dia desses veio um consultor aqui, me dizer algumas coisas, mas não gostei, achei balela, poesia”. Compreendi que essa fala mostra o conceito restrito que muitos têm dos benefícios que a arte pode trazer a profissionais e executivos que almejam o sucesso.

Seja lendo, curtindo, apreciando, compondo, meditando (ou nas intervenções poéticas que fazemos semanalmente) é que conseguimos fazer com que os nossos clientes tenham uma oportunidade única de fazer uma inflexão, de “pensar fora da caixa”. O contato com a arte faz com que a pessoa não tenha controle sobre como a obra irá afetá-lo, uma vez que não é informação, é sensação. É um tipo de aventura que se faz, mesmo que rapidamente, quando se volta para o cotidiano. Haverá uma mudança de percepção e é muito comum que, a partir disso, o profissional identifique novos caminhos, soluções, na maioria das vezes mais completa, resistente, segura e madura.

São muitos fatores que nos ajudam a ir além e a arte, certamente, é um deles. Ela nos ajudou a compreender a sensibilidade, a entender o contexto e a importância do estado de presença incondicional diante do cliente, das pessoas, dos desafios. Entendemos que o mundo do nosso cliente é também o nosso mundo. Que a vida deles é também a nossa vida. Ficamos e permanecemos inteiros. É dessa dedicação intensa e completa que conseguimos perceber de forma mais aguçada os pontos chave de uma situação problema e propor resoluções imediatas.

Digo, seguramente, que sim, a arte nos auxilia a sermos referência mundial em qualidade, originalidade e capacidade de realização. Trabalhamos com gente e sabemos que o nosso papel na sociedade é indispensável. Não apenas como Dasein, mas o papel de quem cuida das pessoas de forma humana, sensível e profissional.

*Por Adriana Prates – presidente da Dasein Executive Search  e integrante do Conselho da AESC responsável pelas Américas.

Conteúdos

Relacionados

Dasein na mídia: Você S/A

SURFISTAS CORPORATIVOS Entenda por que profissionais que conseguem navegar...
Inspire-se com Werner Silveira

Inspire-se com Werner Silveira

“Enxergar mais e melhor nos prepara para enxergar além”...
Receba novidades

Newsletter

Para acompanhar nossas novidades, insights e outros formatos de conteúdo, cadastre-se e siga conosco. Será um prazer ter a sua companhia nessa jornada.