yFechar menu
Não encontrou?

Pesquisar...

Cultura compartilhada pelo time Dasein

Jornada pela mente humana

Fazer escolhas estratégicas, identificar os riscos no trabalho e em nossa vida pessoal. Afinal, nossa tomada de decisões é essencialmente racional? Essa é uma das ideias colocadas em xeque no livro “Rápido e devagar: duas formas de pensar”, indicado pelo mentor e coach de executivos, Erundino Diniz Filho.

De autoria de Daniel Kahneman, ganhador do Prêmio Nobel de Economia e um dos mais importantes pensadores do século XXI, a obra apresenta as duas formas como se desenvolvem o pensamento humano: uma é rápida, intuitiva e emocional; a outra, mais lenta, deliberativa e lógica. Ao longo do livro, o autor propõe reflexões sobre quando podemos ou não confiar em nossas intuições, insights práticos e esclarecedores de como tomar decisões e diferentes técnicas para nos proteger contra falhas mentais, que muitas vezes nos colocam em apuros. “Cada capítulo contém muitos exemplos interessantes de pesquisas de diversos cientistas e mostra como pessoas cometem erros de modo inconsciente ou porque não usam a reflexão e a elaboração, características do modo de pensar devagar”, sublinha Diniz.

O que: Livro “Rápido e devagar: duas formas de pensar”, de Daniel Kahneman | Onde comprar: companhiadasletras.com.br

 Uma releitura do universo de Sherlock Holmes

Para aqueles que apreciam as aventuras de Sherlock Holmes, o detetive mais famoso do mundo, a recomendação da consultora da Dasein, Mariele Zapula, é o filme “Enola Holmes”, do diretor britânico Harry Bradbeer. Desta vez, no entanto, não é o genial personagem de Conan Doyle o grande protagonista da história, mas sim, sua irmã mais nova.

O longa é uma adaptação da série de romances de Nancy Springer e se desenvolve em torno de Enola, que busca por sua mãe desaparecida. Quem dá vida à personagem-título é a atriz Millie Bobby Brown, consagrada mundialmente por seu papel na série “Stranger Things. Desde seu lançamento, a produção tem ganhado destaque pela discussão do feminismo inserido no roteiro. O tema, inclusive, foi o que mais despertou a atenção da consultora Mariele Zapula. “O enredo mostra o potencial da mulher em relação às dificuldades enfrentadas na Inglaterra, nos anos de 1880. Enola é uma jovem corajosa e destemida que luta por autoconhecimento e liberdade. Reflexões pertinentes para os dias de hoje.”

O que: Filme “Enola Holmes”, dirigido por Harry Bradbeer | Onde assistir: Netflix

Comunicação com empatia

Comunicar de forma saudável e positiva, nas mais diversas situações, e com pessoas de diferentes interesses e necessidades, nem sempre é uma tarefa simples. Mas é possível, como revela o livro “Comunicação Não Violenta: técnicas para aprimorar relacionamentos pessoais e profissionais”, dica da analista da Dasein, Marília Ribeiro.

Escrita pelo psicólogo Marshall B. Rosenberg, a publicação trata das habilidades de linguagem e comunicação entre as pessoas, ajuda o leitor a transformar padrões de pensamento e a resolver conflitos de forma pacífica. Segundo o autor, a Comunicação Não Violenta é um processo. Portanto, é necessário praticá-la evitando julgamentos, compreendendo diferentes contextos e desenvolvendo o autoconhecimento. “A leitura promove reflexões acerca da empatia, atenção e respeito com os outros e com nós mesmos. É uma obra que estimula a sensibilidade sobre nossas ações e a forma como nos comunicamos. Sem dúvida, nos faz pensar a cada virada de página”, destaca Ribeiro.

 O que: Livro “Comunicação Não Violenta: técnicas para aprimorar relacionamentos pessoais e profissionais”, de Marshall Rosenberg. | Onde comprar: amazon.com.br

Conteúdos

Relacionados

Crônica: Bicicletas e Mundos

Crônica: Bicicletas e Mundos

Quem já viveu a experiência sabe que o relato...
Dasein na Mídia: Prêmio Executivo de Valor 2021

Dasein na Mídia: Prêmio Executivo de Valor 2021

Há mais de 10 anos, a Dasein integra o...
8 min de leitura
Receba novidades

Newsletter

Para acompanhar nossas novidades, insights e outros formatos de conteúdo, cadastre-se e siga conosco. Será um prazer ter a sua companhia nessa jornada.