yFechar menu
Não encontrou?

Pesquisar...

Como se posicionar em um ambiente incerto

A Association of Executive Search Consultants (AESC), principal associação mundial para a prática profissional de Executive Search, da qual a Dasein é membro, publicou no último mês de março o Relatório BlueSteps Job Outlook Report 2016, onde analisa o otimismo do mercado para esse setor.

Os dados apresentados revelam que, globalmente, o otimismo entre executivos diminuiu 10,9 pontos percentuais desde 2014. Dos entrevistados, 41% acredita que o número de cargos de nível gerencial sênior deve permanecer lento, enquanto o número de profissionais que buscam uma nova oportunidade continue a aumentar atingindo seu ponto mais alto de 90,2%, desde 2010.

O estudo ainda revela que os Estados Unidos, Índia e China continuam sendo os países com maior potencial de crescimento de emprego executivo. Já o otimismo latino-americano segue registrando o menor percentual global. Cerca de 50,7% dos entrevistados esperam que o número de postos de trabalho em nível gerencial sênior possa diminuir este ano.

A menor concentração do PIB global nos países desenvolvidos e quase 40% desse PIB vindo de economias pouco estáveis e emergentes contribuem para reforçar a existência de um ambiente de incertezas, sobretudo na América do Sul.

Em parte isso se deve à sensação de impotência que os executivos sentem face a esse cenário caótico e firmemente estabelecido pelo sistema político e governamental, deixando a sensação de que pouco se pode fazer para mitigar os problemas. É nítido o colapso entre o ambiente político e o de negócios, que desfavorece muitos segmentos empresariais.

Diante de mercados incertos, é cada vez mais necessário termos profissionais habilidosos e extremamente qualificados. Por isso é preciso apostar na capacidade de crescimento individual. Criatividade e flexibilidade são importantes para se ajustar a novos segmentos, áreas de trabalho e permanecer no mercado. Não podemos negar que aspectos como o crescimento populacional, a industrialização, a urbanização e a melhoria da qualidade de vida de países emergentes demandarão uma busca maior por produtos básicos como alimentos, energia, água e commodities. Esses itens podem aquecer toda a cadeia da economia, seja local ou global, gerando boas oportunidades em vários setores.

Acredito que daqui para frente os executivos deverão ficar mais atentos à macro e micro economia, onde segmentos decrescem ou florescem, para se posicionarem junto aos mercados em expansão. Serem observadores dos movimentos de fusão e aquisição de grandes grupos econômicos é outro ponto importante. E, acima de tudo, acompanhar a melhoria e crescimento das pequenas e médias empresas.

O profissional deve buscar ser imprescindível à organização, desenvolvendo sempre um trabalho de excelência e deixando as portas abertas para que crises como essa não sejam capazes de  criar um caos profundo.

*Por Adriana Prates – Presidente da Dasein Executive Search

 

Conteúdos

Relacionados

Radar executive search Brasil: gestão por telas

Radar executive search Brasil: gestão por telas

Sem olho no olho, é possível humanizar a gestão...
10 minutos min de leitura
Excelência humana e a necessidade da prática permanente

Excelência humana e a necessidade da prática permanente

Muito se fala nas empresas a respeito da importância...
Receba novidades

Newsletter

Para acompanhar nossas novidades, insights e outros formatos de conteúdo, cadastre-se e siga conosco. Será um prazer ter a sua companhia nessa jornada.